Pages Menu
Categories Menu

Posted on 15 May, 2013 in Uncategorized

Votos de Páscoa aos Ortodoxos: mensagem do Patriarca latino

Votos de Páscoa aos Ortodoxos: mensagem do Patriarca latino

[pe2-image src=”http://lh6.ggpht.com/-Uwp0vB6L77E/UYkC40oFckI/AAAAAAAAxk4/5Eh81aprwYY/s144-c-o/DSC_0147%252520%2525281%252529.JPG” href=”https://picasaweb.google.com/medialpj/VoeuxDePaques2013#5875230364104225346″ caption=”DSC_0147 (1).JPG” type=”image” alt=”DSC_0147 (1).JPG” ]

JERUSALÉM – Todas as Igrejas cristãs da Terra Santa se reuniram na manhã de 7 de Maio de 2013, para a tradicional troca de votos de Páscoa – celebrada no passado domingo, segundo o calendário Juliano. Lembramos que a maioria dos católicos latinos da diocese da Terra Santa festejou também a Páscoa a 5 de Maio de acordo com uma directiva da Assembleia dos Ordinários Católicos da Terra Santa. (AOCTS)

Sua Beatitude Mons. Fouad Twal, Patriarca latino de Jerusalém deslocou-se com a sua delegação patriarcal ao patriarcado Ortodoxo para dirigir os seus melhores votos de Páscoa a Sua Beatitude o Patriarca Teófilo III. Estavam presentes, igualmente, outros representantes das Igrejas cristãs da Terra Santa (católicos, protestante e ortodoxos). Todos visitaram, de seguida, aos chefes da Igreja copta-ortodoxa, da Igreja Síria ortodoxa e aos Etíopes ortodoxos. Na manhã seguinte, a delegação dirigiu-se ao Patriarcado Arménio. Segundo Mons. Shomali, “a troca de votos desenrolou-se numa atmosfera de grande cordialidade ecuménica” No Patriarcado ortodoxo, o Patriarca latino pronunciou um discurso de boas festas. As palavras (ver aqui junto) incidiram sobre a Páscoa como uma fonte de luz, explicando que “a luz proveniente do túmulo é o oposto da noite no Monte das Oliveiras, da obscuridade das últimas horas da Paixão, da morte de Cristo, e da noite que cai. Depois da Ressureição de Jesus, a vida é mais forte do que a noite, o bem mais forte o do que a mal. A verdade mais forte do que a mentira, no entanto muitas pessoas preferem a escuridão à luz”.

Basta de violência! Basta de sangue derramado!”

Foi assim que o Patriarca mencionou os dois pontos dolorosamente em foco na actualidade. Em primeiro lugar, o rapto de dois bispos ortodoxos na Síria (Mons. Boulos Yazigi, Metropolitano grego ortodoxo de Alepo e Mons. Gregórios Hanna Ibrahim, Metropolitano sírio ortodoxo de Alepo e de Iskandaroun). Exprimindo a sua solidariedade às Igrejas ortodoxas e aos dois reféns, Sua Beatitude Mons. Fouad Twal pediu à comunidade internacional que interviesse com força para a libertação dos dois bispos, mas também para que  se encontre uma solução para a tragédia síria. “De Jerusalém, onde a luz venceu as trevas, pedimos a todos os dirigentes políticos da comunidade internacional que trabalhem em conjunto para a libertação dos dois bispos e para porem um fim na tragédia do povo sírio. Basta de violência! Basta de sangue derramado!” Num segundo tempo, o Patriarca mencionou a rigidez das medidas de segurança da polícia israelita durante as festas pascais. O Patriarca latino pediu que os peregrinos cristãos sejam mais respeitados, reconhecendo também que a ordem pública tem de ser mantida. “Muitos peregrinos sofreram por não poderem chegar à cidade velha e mesmo que conseguissem lá chegar, não poderem entrar no Santo Sepulcro. Temos de encontra uma forma para tornar a cidade velha mais acessível, mais aberta”. Além disso, um comunicado das Igrejas cristãs da Terra Santa deverá ser publicado nos próximos dias para denunciar a violência de alguns agentes da segurança. De facto, no passado Sábado Santo, um padre copta-ortodoxo foi espancado e um padre sírio-ortodoxo foi violentamente empurrado no interior do lugar santo.

Christophe Lafontaine.        

[pe2-gallery album=”http://picasaweb.google.com/data/feed/base/user/medialpj/albumid/5875229662011400961?alt=rss&hl=en_US&kind=photo” ]