Pages Menu
Categories Menu

Posted on 15 Feb, 2016 in Jubileu da Misericórdia, Notícias locais

Reunião das escolas Cristãs : « Como ensinar o perdão nas nossas escolas?”

Reunião das escolas Cristãs : « Como ensinar o perdão nas nossas escolas?”

 

Jericó – Sexta-feira, 5 de Fevereiro, cerca de sessenta directores de escolas cristãs reuniram-se para um dia de reflexão sobre o tema do ensino do perdão nas escolas.

No âmbito do jubileu da Misericórdia, os directores das escolas cristãs da Terra Santa reuniram-se para debater a questão do ensino do perdão nas escolas. Entre os intervenientes, estava presente Mons. Joseph Zarey, Arcebispo Melequita de Jerusalém e Presidente do Conselho de Bispos para a educação, Mons. William Shomali, Vigário Patriarca em Jerusalém e nos Territórios Palestinos, o Padre Faysal Hijazen, Director das escolas do Patriarcado Latino, Mohammad Al-Hawash, Director do ensino em Jericó, o Padre Hieronimus, Arquimandrita e Director da Comissão de Educação das escolas ortodoxas, o Dr. Charlie Addad, Director das escolas luteranas, e o P. Issa Musleh, Director das escolas ortodoxas gregas.

O Ministro Palestiniano da Educação, Sabri Saidam, foi convidado a assistir a esta jornada. Exprimiu o seu reconhecimento para com as escolas cristãs pelo seu importante papel na Educação da juventude palestina, lembrado que a Palestina é um dos países do Oriente que com um dos mais baixos número de iletrados e um dos que mais universitários tem. O Ministro evocou igualmente as dificuldades que o governo palestino encontra para fazer chegar o material necessário à educação assim como na construção de novas escolas.

Na sua intervenção, Mons. Shomali insistiu na importância do ensino do perdão, problema primordial no desenvolvimento pessoal, familiar e social: a ausência de perdão leva a um círculo vicioso de violência e de ódio que são, em primeiro lugar, nocivas para aquele que em si as alimenta (…). O perdão liberta o homem de numerosos problemas não só espirituais, mas também físicos”. Mons. Shomali ilustrou as suas afirmações dando como exemplo o Papa João Paulo II que perdoou ao seu agressor. Por fim, sublinhou que o perdão é um valor comum às três grandes religiões monoteístas: “a noção de perdão encontra-se na Bíblia, no Corão e nos Evangelhos. Um dos primeiros epítetos de Deus é “Misericordioso e Compassivo”.

Thomas Charrière