Pages Menu
Categories Menu

Posted on 4 Apr, 2016 in Slide, Vida litúrgica

Segunda-feira de Páscoa com Jesus em Emaús, toda a história da Salvação que se cumpre

Segunda-feira de Páscoa com Jesus em Emaús, toda a história da Salvação que se cumpre

 

EMAUUS NOCOPOLIS – Segunda-feira feira, 28 de Março de 2016, o Patriarca Latino, Mons. Fuad Twal, presidiu a uma missa nas ruínas da basílica bizantina de um dos presumíveis locais da aparição de Cristo a Emaús depois da Ressurreição.

Emauus Nocopolis é um dos três locais possíveis para a aparição de Cristo aos discípulos depois da Ressurreição. E naquele mesmo dia dois discípulos iam a caminho de uma aldeia chamada Emaús que distava cerca de 12 km de Jerusalém. (Luc. 24,13) O sítio de Emauus Nocopolis está entreque desde 1991 à Comunidade das Bem-Aventuranças.

A missa foi presidida por Mons. Fuad Twal, Patriarca Latino de Jerusalém, na presença de Mons. Giacinto Boulos-Marcuzzo, Vigário Patriarcal em Israel, Dom Renée Hascoët, Abade da Abadia de Latroun assim como da comunidade das Bem-Aventuranças, guardiães do local.

Na sua homilia, o Patriarca evocou o mistério de Emaús onde os discípulos não reconhecem Cristo atá ao momento de partir o pão; “é este mistério que nós vivemos neste preciso momento quando celebramos a Eucaristia (….). Com Jesus, em Emaús, é toda a história da Salvação que se completa que se cumpre: a salvação do Mundo e a minha própria salvação. Jesus foi buscar o homem no meio da noite e vestiu-o com as vestes da salvação”. Mons. Fouad Twal sublinhou em seguida a importância destes lugares para os cristãos da Terra Santa. “Nós, habitantes da Terra Santa, caminhamos na história e no espaço, cada vez que nos separamos do Senhor, os nossos olhos abrem-se, mas para verem que nós não somos nada. Não somos mais do que ínfimas criaturas. E se há algo d bom e de belo isso vem Dele (…). É este o mistério da Terra Santa. O próprio Espírito Santo conduziu homens e mulheres, encontrou-os nestes lugares santos de Emaús (…). É o mistério da Encarnação presente aqui em Emaús., como está presente em Belém, é uma Presença de Salvação que nos espera”. No fim da sua homilia, o Patriarca convidou a assembleia a aprender a fazer silêncio para poder ouvir melhor. “Peçamos, antes de mais, a graça de nos educarmos no silêncio no dom da escuta: ouve do Senhor na sua Palavra, ouve do próximo, dos homens contemporâneos, dos seus medos e das suas esperanças para podermos responder à luz do Evangelho.

Por seu lado, o Padre Pierbattista Pizzabala, Custódio da Terra Santa, celebrou uma missa na segunda-feira de manhã em Emaús Qubeibeh. Numerosos peregrinos caminharam durante o dia para os diferentes supostos lugares de Emaús, caminhando eles também nos passos de Jesus Ressuscitado.

Thomas Charrière
Fotografias de LPJ/Thomas Charrière

DSC_0025.jpgDSC_0033.jpgDSC_0067.jpgDSC_0078.jpgDSC_0105.jpgDSC_0122.jpgDSC_0130.jpgDSC_0138.jpgDSC_0180.jpgDSC_0207.jpgDSC_0214.jpgDSC_0226.jpgDSC_0272.jpgDSC_0286.jpg