Pages Menu
Categories Menu

Posted on 1 Jun, 2016 in Igreja, Patriarca, Slide, Voz do Santo Padre

O Papa Francisco dá graças pelo Jubileu de Ouro do Patriarca Fouad Twal

O Papa Francisco dá graças pelo Jubileu de Ouro do Patriarca Fouad Twal

 

CIDADE DO VATICANO / JERUSALÉM – O Papa Francisco dirigiu uma carta ao Patriarca Fouad Twal, no dia 17 de Maio de 2016, para o felicitar pelos cinquenta anos da sua ordenação sacerdotal, dando graças pelas inúmeras missões que, até aos dias de hoje, lhe foram confiadas pela Santa Sé. Junto, a tradução da carta do Papa em português (original em latim). A carta foi lida antes da missa do Corpo de Deus no Santo Sepulcro, na quinta-feira 26 de Maio de 2016, pelo Núncio Apostólico, Mons. Lanzarotto, missa durante a qual o Patriarca deu graças pelo seu jubileu de ouro.

 

A Sua Beatitude, meu querido irmão,

Fouad Twal

Patriarca Latino de Jerusalém

Que felicidade, meu querido irmão, a lembrança desse longínquo dia determinante na vossa vida, onde deixastes para trás tudo, para vos tornardes, com a graça do Senhor, responsável e prestador de numerosas graças divinas. Desde esse dia, cinquenta anos passaram durante os quais vos consagrastes totalmente ao serviço pastoral. Como é bom que este serviço seja dignamente celebrado.

Quisemos juntarmo-nos a vós em pensamento, lembrando-nos da alvorada da vossa vida na Jordânia, vosso país natal, e dos vossos estudos sacerdotais no Seminário Patriarcal de Beit Jala. Foi aí que começastes, com a força do Sacramento da Ordem, a consagrar-vos inteiramente ao serviço pastoral junto dos fiéis incitando-os a salvaguardarem a fé e o fervor das gerações passadas, apesar das dificuldades na sempre viva lembrança dos seus bravos antepassados.

No final dos vossos estudos, especializado em direito canónico pela Pontifícia Universidade de Latrão, haveis prestado numerosos serviços à Santa Sé, com enorme dedicação, em diferentes países bem como na Secretaria da Santa Sé, na direcção dos assuntos públicos no sentido de fazer derramar benefícios espirituais na Igreja Universal.

Com a vossa nomeação, pelo Papa São João Paulo II, como Arcebispo da Arquidiocese de Túnis foste sensível à importância da região, tão próspera no passado, trabalhando para espalhar entre os fiéis a lembrança de uma fé herdada dos antepassados. Assumistes, ao mesmo tempo, a presidência da Conferência dos Bispos da África do Norte.

Mais tarde, já com o meu antecessor o Papa Bento XVI, fostes eleito Patriarca de Jerusalém. Há muitos testemunhos sobre a universalidade desta cidade, que vós tão bem conheceis e tentais sempre evidenciar face aos crentes de outras religiões para, juntos, conseguirem ultrapassar todos os obstáculos de qualquer natureza para fortalecerem o entendimento e a acção em comum.

Meu querido irmão,

Tudo o que acaba de ser dito é digno de elogio, e nós quisemos com toda a sinceridade dizê-lo de novo, no momento em que vos prepareis para celebrar tão importante acontecimento: o Jubileu de Ouro do vosso sacerdócio. Desejamos dizer-vos, como se ao vosso lado estivéssemos, todo o nosso amor fraterno e implorar para vós todas as recompensas divinas com a nossa bênção paternal, em primeiro para vós, mas também para os fiéis que vos rodeiam sobre os quais desejamos que ela se espalhe, pedindo-vos que vos lembreis de nós nas vossas orações.

Cidade do Vaticano, no 17º dia do mês de Maio do ano de 2016, o 4º do nosso Pontificado.

Francisco