Pages Menu
Categories Menu

Posted on 15 Feb, 2017 in Notícias locais, Política e sociedade, Slide

O Cardeal Woelki em Tabgha: “Num tempo de nacionalismo crescente temos necessidade de reconciliação e de Evangelho”

O Cardeal Woelki em Tabgha: “Num tempo de nacionalismo crescente temos necessidade de reconciliação e de Evangelho”

 

TABGHA – Domingo, 12 de Fevereiro de 2017, Sua Eminência o Cardeal Rainer Maria Woelki, Arcebispo de Colónia, presidiu à missa na Igreja da Multiplicação dos pães e dos peixes em Tabgha, para celebrar o restauro do átrio da Igreja, destruído por um incêndio criminoso perpetrado por extremistas judeus a 18 de Junho de 2015.

A missa foi concelebrada por Mons. Lazzarotto, Núncio em Israel, Mons. George Bacuni, Arcebispo Melequita de Akka, Mons. Giacinto Boulos Marcuzzo, Vigário Patriarcal em Israel, o Padre Nikodemos Schnabel, OSB, ex-administrador da Abadia da Dormição e do Mosteiro de Tabgha,  Padre Davis Neuhaus, SJ, Vigário Patriarcal para os católicos de expressão hebraica, o Padre Dobromir Jasztal, Vigário da Custódia da Terra Santa e numerosos padres. Presentes também na cerimónia de inauguração o Presidente Israelita Reuven Rivlin assim como chefes religiosos muçulmanos, drusos e judeus.

Na sua homilia, o Cardeal Woelki afirmou que “num tempo de nacionalismo crescente, temos necessidade de reconciliação e de uma vida que vá buscar a sua inspiração ao Evangelho”. Acrescentou que os poderosos deste mundo movem-se cada vez mais com ideias nacionalistas, enquadrando-as num âmbito religioso. Assim, favorecem a descriminação e empurram os jovens para um clima de ódio e violência”.

“Como cristãos, somos chamados a concretizar o Reino e a Justiça de Deus através dos nossos actos”, acrescentou o Cardeal.

O Presidente Reuven Rivlin tomou igualmente a palavra durante a cerimónia para agradecer a todos os que estiveram implicados nos trabalhos de restauro, e para afirmar, com toda a clareza, que este ódio não pode sair vencedor”.

A Igreja da Multiplicação foi alvo de um incêndio criminoso a 18 de Junho de 2015, incêndio perpetrado por um grupo extremista judeu conhecido por Price Tag. Um monge beneditino de idade avançada e uma jovem voluntária alemã, com sinais de intoxicação, foram levados para o hospital devido à inalação de fumo. Não foi esta a primeira vez que a Igreja foi atacada. A 27 de Abril de 2014, jovens extremistas judeus profanaram cruzes e um altar.

Os danos materiais provocados por este incendio ascendem a mais de um milhão de euros. As autoridades israelitas contribuíram cerca de 370.000 euros e os beneditinos receberam, em donativos, à volta de 900.000euros.

Saher Kawas

P1450099.JPGP1450100.JPGP1450101.JPGP1450106.JPGP1450115.JPGP1450124.JPGP1450128.JPGP1450131.JPGP1450134.JPGP1450170.JPGP1450181.JPGP1450191.JPGP1450198.JPGP1450201.JPGP1450180.jpgP1450190.jpg